Bacharelado em Química

Objetivo

O objetivo do curso é a formação do profissional Químico (Bacharel em Química) que possa atuar em atividades de pesquisa científica e de desenvolvimento tecnológico, seja no meio acadêmico, em instituições de pesquisa ou na indústria.

O curso

O curso é oferecido em período integral (matutino e vespertino) e possui duas habilitações. A Habilitação Fundamental tem duração regular de quatro anos. A Habilitação Tecnológica tem duração regular de quatro anos e meio, possuindo Ênfases em: (i) Alimentos, (ii) Ambiental, (iii) Gestão de Qualidade e (iv) Materiais. São oferecidas 60 vagas ao todo, com ingresso pelo vestibular da FUVEST e também com vagas oferecidas pelo SiSU/MEC.

Habilitações e Ênfases do Curso de Bacharelado em Química do IQSC

Ao iniciar o curso de graduação, independentemente de sua vocação, todos os alunos recebem uma formação fundamental que envolve disciplinas de Comunicação e Expressão e Química Geral. Como parte da sua formação científica, os estudantes seguem disciplinas de Física, Estatística e Matemática. Ao avançar no curso, gradativamente os estudantes entram em contato com as áreas especificadas da Química: Química Analítica, Química Orgânica, Química Inorgânica, Físico-Química, Bioquímica, com o objetivo de lhes proporcionar conhecimentos fundamentais necessários em áreas nas quais futuramente atuarão. A Estrutura Curricular é organizada para que os estudantes possam optar pela Habilitação e Ênfase de sua escolha no quarto período do curso. Destaca-se, porém, que se assegura ao estudante a possibilidade de reescolha de habilitação ou de ênfase.

A Habilitação “Fundamental” é direcionada para o profissional que deseja seguir a carreira de pesquisador acadêmico, analista ou desenvolvedor de produtos em Centros de Pesquisa e Indústrias. Enquanto que a Habilitação “Tecnológica” é orientada para aqueles que desejam integrar-se à atividade industrial na área de desenvolvimento de produtos e processos quer na Indústria, além da parte de Gestão de Qualidade Laboratorial e de Produtos para o Meio Ambiente, bem como às pesquisas acadêmicas aplicadas nestes setores, ou seja, Meio Ambiente, Materiais, Gestão de Qualidade e Alimentos.

Para as Habilitações Tecnológicas, devido a um conjunto específico de disciplinas integradas para cada Ênfase, o profissional formado, além das atividades atribuídas ao Bacharel em Química, pode atuar nas áreas de tratamento de resíduos, gestão de qualidade, desenvolvimento de processos e supervisão de processos industriais, atribuições estas conferidas pelo Conselho Federal de Química (CFQ) ao chamado Químico Industrial. A existência das Ênfases, entretanto, acrescenta conhecimentos específicos e além das áreas de atuação supracitadas, propiciando um interessante diferencial para esse profissional formado pelo IQSC.

Por meio dessas ênfases, não se deseja uma especialização precoce, mas criar um diferencial em relação aos outros cursos de Bacharelado em Química oferecidos na região. Paralelamente, esse formato privilegia a maior interação entre os conhecimentos fundamentais de química e áreas de atuação profissional no setor produtivo e a pesquisa acadêmica no IQSC.

Iniciação Científica como Atividade Formadora

A iniciação científica, pelo contato com o exercício de produzir conhecimentos e inovação tecnológica, contribui para o enriquecimento conceitual e desenvolvimento de diversas habilidades tais como o senso crítico e a capacidade de tomada de decisões.

O IQSC possui uma vocação à pesquisa, contando com uma diversidade de grupos dedicados a essa atividade. Esses grupos possuem adequada infraestrutura, propiciando aos discentes da graduação oportunidades de estágios de iniciação científica. Essa atividade permite ao corpo discente expandir sua formação teórico-experimental, buscar, selecionar e usar informações, assim como aperfeiçoar sua capacidade de correlacionar conceitos, apresentando soluções aos problemas enfrentados. Além disso, essa atividade contempla a participação em projetos de pesquisa, grupos de trabalho, discussões acadêmicas, seminários e congressos científicos.

Recomenda-se a todos os alunos e alunas que participem desta atividade independentemente da Habilitação escolhida, em função do papel fundamental na formação dos graduandos e graduandas. O estudante deve, contudo, procurar, esse tipo de atividade após aprovação no primeiro período de curso, em todas as disciplinas.

A atividade de IC é regulamentada e acompanhada pela Comissão de Pesquisa do IQSC, para maiores detalhes consulte o site da CoPesq.

Estágio e Monografia

Na estrutura curricular do Bacharelado em Química do IQSC, o estudante poderá completar sua formação realizando uma Monografia ou um Estágio supervisionado tanto para a Habilitação Fundamental quanto para a Habilitação Tecnológica. Caso, deseje, e não haja impedimento com relação ao tempo máximo de conclusão de cursos, o graduando ou graduanda poderá realizar o Estágio e a Monografia em semestres letivos separados.

Intercâmbio Internacional e Nacional

Respeitada a regulamentação vigente, faculta-se o intercâmbio de estudantes em disciplinas ou em estágios em unidades da USP ou em outras instituições de pesquisa e de ensino superior. Os créditos obtidos, mediante solicitação ao Serviço de Graduação, poderão ser aproveitados como: (i) créditos em disciplinas optativas livres ou (ii) créditos-equivalentes a disciplinas obrigatórias, atendidos os critérios de compatibilidade.

Para saber mais sobre a relação com as Instituições Internacionais para intercâmbio, veja a página da Comissão de Cooperação Internacional do IQSC (CCInt).

Atividades Acadêmicas Complementares

As atividades acadêmicas complementares propiciam ao discente aperfeiçoamento complementar àqueles previstos na estrutura curricular. Destacam-se na unidade o grupo do Programa de Educação Tutorial da Secretaria de Educação Superior do Ministério de Educação (PET Química), o ACS Student Chapter, todos supervisionados por docentes da instituição. Adicionalmente, as atividades de representação estudantil exercidas nos diversos órgãos da universidade bem como nos grupos de representação estudantil.

A Circular PRG/A/19/2014 destaca a importância das atividades acadêmicas complementares como mecanismo para “enriquecer o processo de ensino-aprendizagem, privilegiando a complementação da formação

Habilitações oferecidas para o curso
História do Curso